Ruanda assinou acordos com a Alibaba para melhorar sua capacidade de comércio eletrônico

Presidente de Ruanda Paul Kagame e CEO da Alibaba Jack Ma (Foto:Paul Kagame Facebook Page)

São os primeiros que a companhia chinesa assina com um país africano.

O Presidente da República de Ruanda, Paul Kagame, e o CEO Alibaba, Jack Ma, assinaram três memorandos de entendimento para o estabelecimento de um centro de a eWTP (plataforma de comércio mundial eletrônico, pelas iniciais em inglês), a fim de promover o comércio eletrônico dos produtos do país, compra de pacotes turísticos e desenvolvimento das capacidades digitais do país.

Nos últimos anos, Ruanda tornou-se um dos países que mais crescem no continente e é também um pioneiro na incorporação de mulheres na economia e nas políticas de gênero. Neste caso, tornou-se o primeiro país africano a abrir um hub da eWTP, uma iniciativa global dedicada a melhorar o clima de negócios e ajudar pequenas e médias empresas a venderem seus produtos com mais facilidade e eficiência.

De acordo com Paul Kagame, presidente de Ruanda, “o eWTP abre novas fronteiras no e-commerce e turismo para Ruanda e aumenta a capacidade dos empresários ruandeses”. Kagame enfatizou que essa iniciativa reduzirá os custos de logística e intermediários e isso resultará em uma “melhora na produtividade e nos lucros”.

Jack Ma salientou que os empresários de Ruanda e de toda a África estão prontos para aproveitar as oportunidades oferecidas pelo comércio eletrônico e expressou seu entusiasmo pelo desenvolvimento das capacidades digitais do país.

O acordo inclui a participação da Fliggy, a empresa de viagens da Alibaba, que permite a compra de pacotes turísticos em Ruanda, que é um dos destinos preferidos para quem deseja ver gorilas na África. Além disso, também apresenta oportunidades para a formação de empresários ruandeses e sua entrada em esquemas globais de comércio digital.

Motor de crescimento e inclusão continental

A eleição de Ruanda para ser o primeiro centro da eWTP não é caprichosa e está enquadrada no fato de o país africano ter uma das economias mais dinâmicas e sustentáveis do continente. Nos últimos 20 anos, Ruanda cresceu em média 8%, mais do que qualquer outro país da África. Também demonstrou grandes avanços na igualdade de gênero com vários programas de inclusão educacional e econômica. Em 2013, alcançou a marca de ser o país com maior percentual de mulheres no parlamento do mundo, com 64% de mulheres.

Be the first to comment on "Ruanda assinou acordos com a Alibaba para melhorar sua capacidade de comércio eletrônico"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


www.000webhost.com