Perfil da Etiópia

Foto: slon.pics | Freepik

A segunda região mais populosa do Continente Africano, dona de um dos Patrimônios Mundiais da UNESCO (Parque Nacional das Montanhas Simien) , conta com um vasto território e é conhecida pelos contrastes e extremos. A Etiópia preserva uma cultura milenar, com crenças ortodoxas do século IV e também com diversas tribos mantidas intocadas, mas ao mesmo tempo caracteriza-se pelo cenário econômico e político encontrado na cidade de Adis Abeba, capital do país, tão cosmopolita quanto qualquer outra capital de qualquer país do mundo. 

 

Montanhas Simien | Foto: Michael Poliza

 

NOME OFICIAL

República Federal Democrática da Etiópia.

 

REGIME

República Parlamentarista.

 

CAPITAL

Adis Abeba.

 

LOCALIZAÇÃO

Localiza-se entre a África, o Oriente Médio e a Ásia.

Coordenadas: 9.1450° N, 40.4897° E.

 

Mapa Etíope | Janildo Arantes

 

TERRITÓRIO

Seu território está localizado, em sua maioria, no Chifre da África, região oriental do Continente Africano. Além disso, o país faz fronteira com cinco países, Sudão a oeste, Djibout e Eritreia ao norte, Somália ao leste e Quênia ao sul.

De acordo com dados do sítio da Embaixada da Etiópia no Brasil, o território etíope se divide administrativamente em nove estados e duas áreas metropolitanas.

 

POPULAÇÃO

A Etiópia tem uma grande população, caracterizando-se por ser o segundo país mais populoso da África, com aproximadamente 108 milhões de habitantes.

A população compõe-se de povos Oromos (40%), Tigrinas e Aimarás (32%), Sidamos (9%), Chanquelas (6%), Somalis (6%), outros (7%).

 

CLIMA

O clima da Etiópia é bem diversificado, variando de acordo com a topografia de cada região. Nas regiões mais altas, montanhosas, como as montanhas Semien e as Montanhas Bale, prevalece o clima tropical de montanha, onde as temperaturas variam entre 0ºC a 16ºC, com chuvas mais concentradas entre os meses de junho e setembro. Já nas áreas de zona temperada, um pouco abaixo das montanhas, as temperaturas são mais amenas, variando entre 16ºC a 30ºC.

Nas partes mais baixas, consideradas como zona quente, que são áreas de extrema aridez, as temperaturas são bem elevadas, tanto durante o dia quanto durante a noite, com temperaturas diurnas que variam entre 27ºC e 50ºC, bem típico do planalto de Danakil e do Ogaden, situado na fronteira com a Somália, que possuem climas de semi-deserto, seco e com baixa precipitação.

 

CULTURA

Dados históricos (Fonte: Embaixada da Etiópia)

Com mais de 80 grupos étnicos diferentes, cada um com sua própria língua, cultura e tradições, a Etiópia é um país muito rico do ponto de vista cultural há mais de três mil anos.

Língua oficial: Amárico.

Alfabeto Etíope | Foto: Site da Embaixada da Etiópia no Brasil

As línguas semíticas da Etiópia estão relacionadas tanto ao hebraico quanto ao árabe. As línguas etíopes dessa família são derivadas de Ge’ez, a língua do antigo reino axumita, que também era a língua da literatura do país antes de meados do século XIX, bem como parte da maioria dos cultos da Igreja atual.

As línguas semíticas da Etiópia são hoje faladas principalmente no norte e no centro do país. O mais importante ao norte é o Tigrinya, usado em toda a região de Tigray. A principal língua semítica do noroeste, e também do centro do país, é o amárico, que é a língua de Gondar e Gojjam, como também grande parte de Wollo e Shewa. Além disso, o amárico é a língua oficial do Estado moderno, a língua da administração e a linguagem da literatura etíope moderna.

Duas outras línguas semíticas são faladas ao sul e ao leste de Adis Abeba: Guraginya, usada pelos Gurage em um conjunto de áreas ao sul da capital, e Adarinya, uma corrente de língua apenas dentro da antiga cidade murada de Harar e usada por Adare, também conhecido como Harari people.

Religião – O cristianismo é a religião predominante na Etiópia, com maioria de 55% da população que seguem práticas cristãs; 35% dos povos etíopes seguem o islamismo e os outros 10% são a parcela da população adepta a outras práticas religiosas.

A Etiópia conta com um forte cenário religioso, com muitas festas realizadas nas igrejas com celebrações católicas de origens do século IV, que envolvem não somente os fieis, mas são características muito importantes na vida etíope e também para os turistas que são atraídos por elas.

As celebrações islâmicas também são comuns na Etiópia, ainda que os adeptos desta religião constituam uma parcela pequena da população. De acordo com dados históricos, havia mulçumanos etíopes durante a vida do profeta Maomé e, dessa forma, alguns etíopes consideram a cidade de Harar como uma “Cidade Santa”, depois de Meca, Medina e Jerusalém.

 

As festas mais tradicionais da Etiópia são:

Festa da Epifania (Timket) – Considerada a maior festa do ano, ela ocorre no dia 19 de janeiro, duas semanas após o Natal etíope. Esta festa tem duração de três dias, começando na véspera do Timket, com procissões dramáticas e coloridas. Na manhã seguinte, dia principal da festa, é celebrado o dia do batismo de Cristo no rio Jordão por João Batista.

Natal Etíope – O Natal, chamado Lidet, é um culto celebrado no dia 7 de janeiro que acontece durante toda a noite. Neste dia, as pessoas ficam indo de uma igreja para outra e, como uma tradição, os jovens jogam um jogo semelhante ao hockey, chamado genna. Por esse motivo, o Natal também passou a ser conhecido por esse nome.

Ano Novo Etíope (Enkutatash) – Enkutatash significa “presente de joias”. Quando a famosa rainha de Sabá retornou de seu dispendioso passeio para visitar o rei Salomão em Jerusalém, seus chefes receberam bem os seus ferrolhos, reabastecendo seu tesouro com tinta ou joias. O festival da primavera é celebrado desde os primeiros tempos e, quando as chuvas chegam ao seu fim abrupto, a dança e o canto podem ser ouvidos em todas as aldeias da zona rural verdejante. Mas o Enkutatash não é exclusivamente um feriado religioso, mas sim um momento para trocar cumprimentos e cartões formais de ano novo entre os sofisticados urbanos.

Encontrando a Verdadeira Cruz (Meskal) – Meskal foi comemorado no país por mais de 1600 anos. A palavra significa realmente “cruz” e a festa comemora a descoberta da cruz sobre a qual Jesus foi crucificado, pela imperatriz Helena, a mãe de Constantino, o Grande. O evento original ocorreu em 19 de março de 326 dC, mas a festa é celebrada em 27 de setembro.

Meskal também significa a presença física de parte da Verdadeira Cruz na igreja de Egziabher Ab, o remoto mosteiro da montanha de Gishen Mariam localizado a 483 km ao norte de Addis Abeba na zona administrativa de Wello. Durante esta época do ano, as flores florescem na montanha e na planície, e os prados são amarelos com a brilhante margarida Meskal. O festival começa com a plantação de uma árvore verde na véspera de Meskal nas praças da cidade e nos mercados da vila.

 

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

O atual Presidente da República da Etiópia é Mulatu Teshome, e o Primeiro Ministro é Abiy Ahmed.

 

PIB

Segundo o FMI – Fundo Monetário Internacional, o PIB da Etiópia era de USD 80.874 bilhões em 2017.

 

MOEDA

A moeda oficial é o birr etíope.

 

ECONOMIA E POLÍTICA

A Etiópia constitui uma das economias de crescimento mais acelerado do mundo, o que faz com o que o mercado etíope seja cada vez mais visado no cenário internacional atraindo os olhares de empresas estrangeiras dos mais variados setores. Dados da embaixada do Brasil em Adis Abeba revelam que o governo da Etiópia fez grandes esforços a fim de melhorar o clima de investimento no país e, assim, atrair mais investimento estrangeiro.

Desde 1992, o Código de Investimento foi revisado três vezes para garantir a participação de mais investimentos estrangeiros em vários setores da economia. Além disso, em consenso com a política voltada para o mercado, o regime de investimento foi liberalizado por meio de uma série de legislações governamentais.

Ainda segundo a Embaixada, a Etiópia projeta-se como importante polo diplomático e tem forte influência nos processos de paz no Continente Africano. Além disso, o país abriga a sede da União Africana (UA) e da Comissão Econômica das Nações Unidas para a África (ECA). Contudo, configura-se como a décima economia do Continente Africano. Com o Brasil, as relações diplomáticas foram estabelecidas em 1951.

– Exportações e Importações:

Segundo o OEC – Observatório da Complexidade Econômica, a Etiópia é a 117º maior economia de exportação do mundo e, com base nos dados referentes ao ano de 2016, o país exportou cerca de 3,13 bilhões de dólares. Os índices do OEC também revelam que os principais produtos exportados pela Etiópia são: café, sementes oleosas, ouro, legumes secos e flores de corte. Já as importações concentram-se em petróleo refinado, aviões, helicópteros, medicamentos embalados, caminhões de entrega e minerais mistos ou fertilizantes químicos.

 

ETHIOPIAN AIRLINES

O turismo é uma das áreas prioritárias de investimento da Etiópia e, segundo a Embaixada da Etiópia no Brasil, o país está sempre aberto para os investidores que se interessam por este setor.

A companhia aérea nacional do país é a Ethiopian Airlines, que atualmente possui uma extensa rede doméstica e tem ampliado em grande escala os voos internacionais, operando em diversos países como a companhia oficial de voos para a Etiópia.

O forte desenvolvimento desta companhia tem refletido de forma positiva no setor de turismo, o que impacta diretamente no desenvolvimento da economia do país.

A porta de entrada no país e também base da Ethiopian Airlines é o Aeroporto Internacional Adis Abeba Bole. Hoje ele é considerado um importante hub aéreo por sua competitividade.

 

Foto: Ethiopian Airlines

Desde Julho de 2018, a Ethiopian Airlines passou a realizar voos diários entre São Paulo (GRU) e Adis Abeba (ADD).

 

RELAÇÕES ECONÔMICAS E COMERCIAIS COM O BRASIL

Brasil e Etiópia mantêm relações econômicas e comerciais há muitos anos e, segundo a Embaixada do Brasil em Adis Abeba, a quantidade de empresas brasileiras em busca de prospectar negócios bilaterais com as empresas etíopes cresce a cada ano. Os dados da embaixada registram que as áreas mais procuradas são: transportes, máquinas agrícolas, fármacos, equipamentos médicos e também o setor sucroalcooleiro (área da agroindústria responsável pela produção do açúcar, do álcool e de outros derivados da cana-de-açúcar). Além disso, com a expansão da classe consumidora etíope, houve um crescimento de oportunidades nos setor alimentício e de bens de consumo não duráveis.

Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) do Brasil, no primeiro semestre de 2018, o Brasil exportou para a Etiópia cerca de US$ 2,28 milhões de produtos manufaturados, US$ 1,16 milhão de produtos básicos e US$ 13,2 milhões de produtos especiais, dos quais 51% de óleos e combustíveis. Já em relação às importações, no mesmo período o Brasil importou da Etiópia um total de irrisórios US$ 20,25 mil de produtos manufaturados e US$ 2,67 mil de semimanufaturados, dos quais 78% de camisas masculinas.

 

RELAÇÃO DA AFROCHAMBER COM A REPÚBLICA DA ETIÓPIA

A AfroChamber mantém fortes relações comerciais e diplomáticas com a Etiópia. Uma de suas parcerias aconteceu no dia 03 de Julho de 2018, em que a AfroChamber, em cooperação com o Consulado Honorário da Etiópia em São Paulo, juntamente com associados da área de energias renováveis e da técnica de plantação aérea de batatas (técnica de aeroponia), participou de uma reunião com uma missão de empresários etíopes, coordenada pelo Cônsul Honorário do Uruguai em Adis Abeba, Sr. Tesfaye Wondimu, para conversas a respeito dos setores agroindustriais, como também sobre os de construção civil e de equipamentos de segurança.

 

Delegação Etíope na AfroChamber | Foto: AfroChamber

 

REFERÊNCIAS

CONSULADO da Etiópia em São Paulo. Disponível em:< https://www.ethiopiasaopaulo.com/>. Acesso dia: 13/08/2018.

COUNTRYMETERS, Medidor Populacional. População da Etiópia. Disponível em: <http://countrymeters.info/pt/Ethiopia>. Acesso dia: 09/08/2018.

EMBAIXADA do Brasil em Adis Abeba. Disponível em:< http://adisabeba.itamaraty.gov.br/pt-br/exportar_para_a_etiopia.xml>.  Acesso dia: 20/08/2018.

EMBAIXADA da Etiópia em Brasília. Disponível em:< http://ethiopianembassy.org.br/paginas/tourism>.  Acesso dia: 20/08/2018.

FMI, Fundo Monetário Internacional. PIB da Etiópia. Disponível em: <http://www.imf.org/external/index.htm>.  Acesso dia: 09/08/2018.

FREEPIK, Fotos gratuitas. Bandeira da Etiópia. Disponível em: <ahref=”https://br.freepik.com/fotos-gratis/bandeira-da-etiopia_1179352.htm”>Projetado pelo Freepik</a>. Acesso dia: 13/08/2018.

MDIC, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Etiópia. Disponível em:<http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/comex-vis/frame-pais?pais=ago>. Acesso dia: 16/08/2018.

OEC, The Observatory of Economic Complexity. Disponível em: <https://atlas.media.mit.edu/pt/profile/country/eth/>.  Acesso dia: 09/07/2018.

TRADINGECONOMICS, Indicadores Econômicos. Etiópia. Disponível em:<https://pt.tradingeconomics.com/etiophian/indicators>. Acesso dia: 09/07/2018.

VIAGENS, guia de. Disponível em:< https://www.guiaviagem.org/etiopia-clima/>. Acesso dia: 03/08/2018.

 

 

 

Faça o primeiro comentário a "Perfil da Etiópia"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*


www.000webhost.com