Missão Técnica do Ministério da Indústria e Comércio e do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique no Brasil

Delegação em visita à AfroChamber por ocasião da reunião com a AfroStar

A delegação visitou empresas madeireiras, órgãos estaduais e federações de indústrias em seis cidades brasileiras.

Uma missão técnica dos Ministérios da Indústria e Comércio e do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique visitou Empresas Madeireiras, Agências Estaduais e Federações de Indústrias em seis cidades brasileiras entre os dias 17 e 31 de julho. O objetivo da Missão foi conhecer novas tecnologias para o processamento da madeira e novos instrumentos técnico-administrativos que permitam aumentar a produtividade de forma sustentável.

A missão foi liderada pelo Diretor Nacional de Indústria, o Engenheiro Mateus Matusse, e integrada pela Chefe do Departamento de Política, Planejamento e Desenvolvimento Industrial, a Economista Gracinda Valoi, pelo Técnico do Departamento de Floresta Nativa e Indústrias, o Engenheiro Florestal Darlindo Pechisso, pelo Chefe da Repartição da Indústria Florestal, o também Engenheiro Florestal Paulo Feniasse, e pela Técnica do Departamento de Politica, Planificação e Desenvolvimento Industrial, a Engenheira Agrônoma Mavis Tomaz Navesse.

Durante as duas semanas de visitas técnicas, a Missão visitou as cidades de São Paulo, Curitiba, Brasília, São Luís, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A programação foi organizada pela AfroChamber – Câmara de Comércio Afro-Brasileira, sob a coordenação do Diretor de África, diplomata de carreira, aposentado, Alírio de Oliveira Ramos. As atividades contaram com a colaboração dos Cônsules Honorários de Moçambique no Rio de Janeiro, Senhor Augusto Tarso Fragoso Pires, e em Belo Horizonte, Senhor Deusdete Januário Gonçalves.

A primeira visita da Missão moçambicana foi à cidade de Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo, onde seus membros se reuniram com empresários do projeto de ecovila Sitião Agroforestal e da indústria alimentícia Realizar Alliance. Em seguida, na cidade de São Paulo, visitaram a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e se reuniram com o Diretor de Sustentabilidade, Senhor Mario Hirose. Na AfroChamber, participaram de uma reunião com o Senhor Rui Ramos, Diretor Executivo da AfroStar, empresa do setor de alimentos.

Delegação em visita à AfroChamber por ocasião da reunião com a AfroStar.

O próximo destino da missão foi as cidades de Curitiba, capital do Estado, e São José dos Pinhais, no Paraná, onde visitaram a Nativa do Brasil, empresa especializada em pesquisa tecnológica para a produção sustentável da madeira. Acompanhados do CEO dessa empresa, o Senhor Marcelo Lubas, visitaram também a Indústria e Comércio Águia, fabricante de serras e máquinas para a indústria madeireira, onde foram recebidos pelo seu sócio-proprietário, o Sr. Elcio Erasmo Wuicik; a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Florestal, no vizinho município de Colombo; a Associação Comercial e Industrial de São José dos Pinhais – ACIAP, onde foi recebida pelo Secretário Executivo da instituição, Sr. César Schilipack. e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná, para conhecer o sistema FIEP e sua atuação na área da madeira e florestas, com destaque para o pioneirismo do Estado do Paraná neste setor.

Delegação de Moçambique em visita a uma floresta de pinheiros na Embrapa Floresta em Colombo, município vizinho de Curitiba.

Na capital do país, Brasília, os membros da delegação moçambicana visitaram a Confederação Nacional da Indústria – CNI, o Departamento de Florestas e Combate ao Desmatamento, o Serviço Florestal Brasileiro e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial – ABDI Eles também se reuniram com o Diretor do Departamento de África do Ministério das Relações Exteriores, Embaixador Luís Henriques Sobreira Lopes, e com as autoridades da Embaixada de Moçambique no Brasil.

Membros da delegação de Moçambique em visita ao Departamento de África (DEAF) do Itamaraty.

Em São Luís, capital do Maranhão, a delegação Moçambicana visitou a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) e reuniu-se com o Vice-Presidente da Instituição, Senhor Antônio Carlos Lopes Ribeiro, e empresários, para conhecer as políticas de estímulo à produção, sustentabilidade e impostos. Em seguida, conheceram a empresa Florestas Brasileiras S.A., sediada no vizinho município de Itapecuru-Mirim, dedicada à produção e beneficiamento do babaçu tanto na forma de óleo, quanto de farinha, de briquete ou de bagaço.

Na cidade do Rio de Janeiro, os integrantes da Missão visitaram o Núcleo de Cooperação com a África e Portugal (DINT/NUCAP) da Fundação Getúlio Vargas. O Gestor Executivo e Diretor do Centro de Aprendizagem e Soluções Organizacionais da Instituição, o Professor Vinícius Rodrigues, manifestou o interesse de reforçar a cooperação e coordenação com Moçambique para dar formação ou capacitação e em diversas áreas de aplicação de conhecimento.

No último dia da visita, 30 de julho, os integrantes da Missão Técnica visitaram a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG – na capital do estado, Belo Horizonte, onde se encontraram com o Vice-Presidente da Instituição, Senhor Teodomiro Diniz, e o Superintendente do Serviço Social da Indústria – SESI – e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, Senhor Claudio Marcassa. A delegação falou dos desafios que Moçambique tem para aumentar a industrialização do país e da importância de abrir centros educativos que permitam atingir aquela meta.

Delegação em visita ao Consulado Honorário de Moçambique em Belo Horizonte.

O Brasil e Moçambique têm estreita ligação cultural e econômica que permite um clima promissor de cooperação e intercâmbio comercial. Ambos os países fazem parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e mantêm relações diplomáticas desde o momento em que o país africano se tornou independente, em 1975, com a abertura da embaixada brasileira em Maputo, em 1976, e a de Moçambique em Brasília, em 1998. Moçambique é um dos principais parceiros do Brasil na África, especialmente nas áreas de alimentos, produtos químicos, têxteis, máquinas e veículos, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

 

Faça o primeiro comentário a "Missão Técnica do Ministério da Indústria e Comércio e do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique no Brasil"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*


www.000webhost.com